Alguma questão?

Responderemos o mais breve possível. Obrigado.

Formulário de contacto

É assim que funciona

Quando correctamente utilizados em relações sexuais vaginais, os preservativos constituem uma forma segura e natural de protecção contra a fecundação e contra a transmissão de DST - Doenças Sexualmente Transmissíveis. Todavia, nenhum meio anticoncepcional pode garantir uma protecção 100% eficaz contra a gravidez e as DST.

Abrir

Abrir cuidadosamente o invólucro pela zona assinalada («open here»). Assim é possível rasgar a película de selagem de forma precisa, sem danificar o preservativo. Cuidado: o preservativo pode ser danificado por objectos de arestas, jóias ou unhas grandes. Os preservativos só se mantêm utilizáveis e conservados durante muito tempo se o invólucro não estiver aberto ou danificado.

Preliminares

Segurar o reservatório entre o polegar e o indicador, de modo que não se forme nenhuma bolsa de ar. Em seguida, puxar o prepúcio para trás e, a partir do reservatório, desenrolar completamente o preservativo sobre o pénis erecto, antes de qualquer contacto entre o pénis e a vagina. Se o preservativo não se desenrolar facilmente, é porque o sentido não é o correcto. Neste caso, não virar o preservativo do avesso, pois existe o risco de ter havido contacto prévio com o esperma. É imprescindível utilizar um novo preservativo e respeitar o sentido para o desenrolar (reservatório para cima).

Após o clímax

Retirar o pénis da vagina antes de ficar flácido! Para isso, segurar o preservativo na base do pénis ao retirá-lo cuidadosamente da vagina. Desta forma, evita-se que o preservativo escorregue.

Eliminação

Os preservativos usados devem ser colocados no caixote do lixo e não na sanita. É indispensável lavar o pénis e as mãos antes de prosseguir o jogo amoroso. Os preservativos destinam-se a ser utilizados apenas uma vez!

Cuidados

Por princípio, desaconselhamos a utilização de lubrificantes adicionais à base de produtos com gordura orgânica e/ou óleo (p. ex., vaselina, óleo de bebé, loção corporal, óleos de massagem ou gorduras alimentares). Estes produtos enfraquecem o preservativo e podem fazer com que se rasgue rapidamente. Se forem aplicados lubrificantes, estes deverão estar autorizados pelo respectivo fabricante para a utilização com preservativos. Caso sejam usados espermicidas, respeitar as respectivas instruções de utilização. Se forem utilizados medicamentos com ou sem receita médica (pomadas, géis) na zona do pénis ou da vagina, aconselha-se consultar um médico ou um farmacêutico sobre a compatibilidade do medicamento com os preservativos. A utilização de adereços íntimos durante as relações acarreta um risco elevado de danificação do preservativo.